Todo dia é dia de leitura!

Ninguém aprende a gostar de ler de tanto ouvir sobre como ler é importante. Crianças aprendem pela sedução, pelo prazer, pelo convite, pelo exemplo. Isso vale para o lar e também para as escolas. Por isso, no Projeto Ciranda, a leitura faz parte de cotidiano da sala de aula, para os alunos e para os professores. Não é uma lição aborrecida, mas uma ação integrada ao contexto, natural como brincar. Todos os dias, diferentes atividades acontecem em torno das histórias: rodas de leitura, contação de histórias, dramatizações, há sempre tempo e espaço para leitura literária. 

Os materiais do Ciranda envolvem diferentes recursos para tornar o trabalho rico e diversificado, sempre de forma interligada aos demais campos do desenvolvimento infantil. O livro é vivo. Circula nas mãos das crianças, que têm contato físico com o papel, as histórias e o ambiente da palavra. A classe toda participa.

A leitura acontece, então, por diferentes estratégias: todos podem acompanhar o mesmo texto; o professor pode ler para as crianças, podem ser organizadas rodas de leitura… enfim, há diferentes formas de tornar a leitura uma hora de magia que as crianças vivem intensamente. 

Entre outros recursos disponíveis no Projeto Ciranda, há uma sequência de cenas desenhadas, como grandes quadros, que auxiliam as crianças a contar as histórias que estão sendo trabalhadas.

As imagens – desenhos artísticos e bem ilustrados – ajudam as crianças a lembrar, organizar a sequência dos fatos e a recriar as histórias que ouviram, e também a recontá-las para si mesmas, para os amigos e para a turma. Quando contam e recontam as fábulas – como os seres humanos fazem há milênios -, as crianças reelaboram as histórias, conferindo-lhes sentido pessoal, em um importante exercício do pensamento. 

E como podemos ampliar a leitura em casa? Confira 10 dicas de como estimular a leitura!

 1. Em uma casa, não podem faltar telhado, móveis, energia elétrica, água… nem livros! É fundamental que as famílias valorizem a leitura, tornando o livro parte da paisagem doméstica. Uma casa precisa de um lugar com livros – de todos os gêneros, inclusive de histórias.

2. Tudo bem, a televisão, os videogames, computadores fazem parte da vida contemporânea. Mas nada deve tirar o lugar do livro, que deve ser uma alternativa real para as crianças em casa, desde bem pequenas.

3. Valorizar o livro em casa é também dar o exemplo, tratar com respeito esse objeto, assim como tudo o que existe no lar. As crianças observam muito bem a importância que damos ao que temos. Deixe os livros sempre acessíveis, mas ensine seus filhos a cuidar deles como um bem cultural, para que sejam lidos por muitas pessoas.

4. Faça leituras conjuntas com seus filhos. Leia histórias para eles e também deixe que as contem para você. A leitura é um hábito, ou seja, crianças leitoras tiveram onde se inspirar. As pesquisas mostram que os principais inspiradores das crianças são suas mães e suas professoras.

5. Mas, cuidado, não vá para o outro extremo. Não trate a leitura livre e literária como uma obrigação, estabelecendo horas para ler e tomando o texto como uma lição. A leitura deve ser sempre um prazer, inclusive independente da escola

6. Vale sempre lembrar: toda leitura é boa, até mesmo os gibis, os álbuns de figurinhas. O importante é ter na leitura sempre uma referência de prazer, de descoberta, de encantamento.

7. Livros são caros? Há alternativas muito fáceis: os sebos (lojas de livros usados) são uma ótima opção. Além disso, ensine seus filhos a frequentar bibliotecas públicas, sem custo algum, em um ambiente que respira amor à leitura.

8. Livros não precisam ser necessariamente em papel. Cada vez mais, as formas eletrônicas de leitura se tornam uma alternativa. Se você tem um computador em casa, é possível também ter livros digitais. Há ainda muitos sites com histórias infantis. O importante é valorizar a leitura.

9. Nos momentos valorizados pela criança, como aniversário, Natal e outras datas, mostre que o livro é sempre um presente muito especial. Dê livros e festeje quando a criança ganhar um, dando exemplo da importância que isso tem.

10. Por fim, nunca deixe de estabelecer alguns momentos de leitura conjunta com seus filhos, como uma forma de fazer algo juntos de valor inestimável.

 

 

Deixe sua mensagem